CRIANÇA INTERIOR por Christine Day

Hoje trago trechos do livro escrito por Christine Day, que representa muito o trabalho terapêutico que realizo.

“A sua história pode ajudá-lo a dar os primeiros passos em sua jornada, mas chega um momento em que você tem que deixar a sua história para trás. Você não pode avançar na direção de uma verdadeira cura a menos que esteja disposto a abrir mão da sua história. (…)

Chega um momento em que a história que vivemos já não pode nos ajudar a avançar. Você aprendeu tudo o que podia com ela. Vai entender que não tem  que se prender a ela. (…) É como se a história se tornasse uma casca vazia que você não precisa mais carregar consigo. (…) Deixe ir a história limitada tridimensional que você acreditou ser, que o limitou, e que mantinha você num ciclo de autossabotagem. (…) O processo de autocura é amor, paciência e compaixão por nós mesmos. Essa é a poderosa autocura. (…)

Sua jornada para o Self não pode ser concluída sem essa conexão consciente com a sua criança interior. (…)

Alguns tiveram uma infância maravilhosa, saudável, em que foram amados e bem cuidados. Mas há muitos que tiveram uma infância difícil, talvez com eventos muito traumáticos ou muitos abusos. É irrelevante o tipo de infância que você viveu. O importante é que você comece a se conectar com a sua criança interior e/ou expandir a conexão que você já tem com ela. (…)

Ninguém tem uma infância perfeita; sempre há eventos e experiências que o afetam, e algumas dessas coisas ainda o afetam hoje. Há situações da sua infância que interferem no seu dia a dia como adulto, em suas relações pessoais, no seu dia a dia como adulto, em suas relações pessoais, no seu jeito de criar seus próprios filhos, e na forma como você interage com outras pessoas. (…)Quando você se conecta com sua criança interior, você começa a se transformar. (…)

A criança interior tem uma inocência e pureza que o ajudará em sua jornada para casa: de volta para si mesmo. (…)

Quando crianças, pensamos que estamos no controle, que somos responsáveis por tudo o que acontece à nossa volta e conosco. É o que chamamos de “pensamentos mágicos”. As crianças pensam dessa maneira porque, na realidade, elas são completamente vulneráveis: dependem dos adultos à sua volta para cuidar delas e lhes dar amor. Pensa que desse modo ela vai estar no controle. Toda criança precisa de amor e,  na busca por amor, descobre rapidamente o que precisa fazer e como precisa agir para obter esse amor.(…)

À medida que crescemos e nos tornamos adultos, trazemos conosco essas questões da infância, trancadas na nossa criança interior, e que afetam nossas vidas e nossas relações com os outros. Podemos nos isolar, não deixando que as outras pessoas entrem no nosso espaço pessoal. Temos a certeza de que, estando sozinhos, estaremos seguros. Também podemos recriar um relacionamento abusivo em que não recebemos o amor de que precisamos ou podemos ser o agressor da relação. Podemos recriar os maus-tratos físicos em nosso relacionamento, ou podemos até mesmo nos tornas nossos próprios agressores. A menos que obtenhamos ajuda para quebrar o ciclo, temos a tendência de recriar nos nossos relacionamentos adultos os padrões das nossas relações com nossos pais ou cuidadores.

Seu passado também vai afetar a maneira como você cuida de si mesmo agora, até que ponto você se permite ter conforto físico, e o que você propicia para si em termos de descanso e relaxamento – como você alimenta  o seu corpo físico. Um pouco dessa dor pode ser expressa pelo modo como você se pressiona constantemente: sempre trabalhando, nunca dando a si mesmo tempo para descansar, nunca se dando nenhuma atenção amorosa. Isso irá afetar a maneira como você consegue receber amor e o jeito pelo qual você se permite simplesmente ser no mundo.

Cada um de nós tem uma criança dentro de si. Cabe a nós chegar até ela e entrar em contato com essa criança. Ao fazer isso, sua criança começa a avançar para se encontrar com você. Você pode fazer isso; trata-se de recuperar uma parte perdida de si mesmo.”

VERÔNICA DUTENKEFER

Psicoterapeuta e Terapeuta Holística

CRTH-BR 5234

(11) 9.6484-5432

E-mail: veveduten@yahoo.com.br